InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Administrador
Administrador
Administrador


Mensagens : 528
Curtir : 4
Data de inscrição : 27/06/2011

MensagemAssunto: ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA   Seg Jul 11, 2011 2:28 pm

CLASSIFICAÇÕES
DO MINISTÉRIO DA MAGIA


O Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas classifica todos os animais, seres e espíritos conhecidos. Oferece assim um guia imediato para a periculosidade conhecida da criatura. As cinco classes são as seguintes:

Classificação do Ministério da Magia (M.M.)

XXXXX Mata bruxos / impossível treinar ou domesticar
XXXX Perigoso / exige conhecimento especializado / bruxo perito pode enfrentar
XXX Bruxo competente pode enfrentar
XX Inofensivo / pode ser domesticado
X Tedioso

Em alguns casos achei necessária uma explicação para a classificação de um determinado animal e acrescentei notas de rodapé.


Última edição por Administrador em Qui Jul 14, 2011 8:17 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ad-hogwarts.forumeiros.com
Administrador
Administrador
Administrador


Mensagens : 528
Curtir : 4
Data de inscrição : 27/06/2011

MensagemAssunto: Re: ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA   Seg Jul 11, 2011 2:33 pm

BILLYWIG (GIRA-GIRA)

Classificação M.M.: XXX
O billywig (gira-gira) é um inseto nativo da Austrália. Mede cerca de um centímetro e três milímetros, é azul-safira berrante. Sua velocidade é tão grande que ele raramente é percebido pelos trouxas e, muitas vezes, nem pelos bruxos até receberem sua picada. As asas do gira-gira saem do alto da cabeça e rodam a grande velocidade quando ele voa. Na extremidade oposta do corpo há um ferrão longo e fino. Quem é picado por um gira-gira sente tonteira seguida de levitação. Há gerações, jovens bruxas e bruxos australianos têm tentado apanhar gira-giras para provocá-los e serem picados por eles, produzindo assim esses efeitos colaterais mesmo que o excesso de picadas possa fazer a vítima flutuar no ar descontrolada durante dias seguidos. Nos casos em que há uma forte reação alérgica, essa flutuação pode se tornar permanente. O ferrão seco do gira-gira é usado em várias poções e acredita-se que seja um dos ingredientes do popular doce Delícias Gasosas.
Dificuldade para Catalogação: 30


BOWTRUCKLE (TRONQUILHO)

Classificação M.M.: XX
O bowtruckle (tronquilho) é uma criatura que guarda árvores, encontrável principalmente no oeste da Inglaterra, sul da Alemanha e certas florestas da Escandinávia. É dificílimo de localizar por ser pequeno (no máximo vinte centímetros de altura) e aparentemente formado por tronco e gravetos com dois olhinhos castanhos.
O tronquilho, que se alimenta de insetos, é uma criatura pacífica e extremamente tímida, mas se a árvore em que ele vive é ameaçada, há quem diga que ele salta sobre o lenhador ou sobre o cirurgião-florestal que está tentando danificar sua habitação e fura os olhos deles com seus dedos longos e afiados. Oferecer bichos-de-conta aos tronquilhos os acalma por tempo suficiente para uma bruxa ou um bruxo retirar madeira de sua árvore para a fabricação de uma varinha.
Dificuldade para Catalogação: 30


CHIZPURFLE (CHIZÁCARO)

Classificação M.M.: XX
O chizpurfle (chizácaro) é um pequeno parasita de até um milímetro e meio de altura com a aparência de um caranguejo e dotado de grandes presas. É atraído pela magia e pode infestar o pêlo e as penas de criaturas como crupes e agoureiros. Penetra também a habitação de bruxos e ataca objetos mágicos tais como varinhas, que ele rói gradualmente até o cerne mágico, ou então se instala em caldeirões sujos, onde engole qualquer restinho de poção . Embora o chizácaro possa ser eliminado facilmente com qualquer das poções patenteadas à venda no mercado, várias infestações podem exigir uma visita da Subdivisão de Pragas do Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas, pois o chizácaro quando inchado por substâncias mágicas torna-se muito difícil de combater.
Dificuldade para Catalogação: 30


DOXY (FADA MORDENTE), por vezes chamada de Biting Fairy.

Classificação M.M.: XXX
Muitas vezes a doxy (fada mordente) é confundida com uma fada verdadeira (ver "Fairy (fada)"), embora seja uma espécie bem diferente. Como a fada, ela tem uma forma humana minúscula, mas é coberta de pêlos espessos e dotada de dois pares de pernas e braços. As asas da fada mordente são grossas, curvas e brilhantes, muito semelhantes às de um besouro. Elas são encontradas em todo o norte da Europa e América, preferindo climas frios. Põem até quinhentos ovos de cada vez e os enterram. Os filhotes nascem entre duas e três semanas depois.
As fadas mordentes possuem fileiras duplas de dentes afiados e venenosos. É preciso tomar um antídoto quando se é mordido.
Dificuldade para Catalogação: 35


DRAGON(DRAGÃO)

Classificação M.M.: XXXXX
O dragon (dragão), provavelmente o animal mágico mais famoso do mundo, encontra-se entre os mais difíceis de esconder. A fêmea é em geral maior e mais agressiva do que o macho, embora ninguém deva se aproximar de nenhum dos dois exceto os bruxos com aptidão e treinamento excepcionais. O couro, o sangue, o coração, o fígado e o chifre do dragão têm grandes propriedades mágicas, mas seus ovos são considerados Artigos Não Comerciáveis Classe A.
Existem dez espécies de dragão, embora se saiba que elas ocasionalmente se entrecruzam produzindo híbridos raros. Os dragões puros-sangues passíveis de descoberta são os seguintes:

HUNGARIAN HORNTAIL (RABO-CÓRNEO HÚNGARO)

Com fama de ser a mais perigosa das raças de dragão, o rabo-córneo húngaro tem escamas pretas e uma aparência de lagarto. Seus olhos são amarelos, os chifres cor de bronze tal como os cornos que cobrem o seu longo rabo. O alcance (quinze metros) das labaredas do rabo-córneo é um dos maiores que há. Seus ovos são cor de cimento com uma casca particularmente dura; os filhotes quebram as cascas com os rabos cujos cornos já estão bem desenvolvidos quando eles nascem. O rabo-córneo se alimenta de cabras, carneiros e, sempre que possível, de humanos.
RESERVADO PARA ADMINISTRAÇÃO EM TRAMA.

SWEDISH SHORT-SNOUT (FOCINHO-CURTO SUECO)

O Swedish short-snout (focinho-curto sueco) é um belo dragão azul- prateado cuja pele é muito procurada para a confecção de luvas e escudos de proteção. As labaredas que saem de suas narinas são azul-brilhante e podem reduzir madeiras e ossos a cinzas em questão de segundos. O focinho-curto é responsável por um número menor de mortes humanas do que a maioria dos dragões, mas como prefere viver em áreas montanhosas despovoadas e selvagens, esse dado pouco significa.


Dificuldade para Catalogação: 60



Última edição por Administrador em Qua Jul 13, 2011 9:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ad-hogwarts.forumeiros.com
Administrador
Administrador
Administrador


Mensagens : 528
Curtir : 4
Data de inscrição : 27/06/2011

MensagemAssunto: Re: ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA   Seg Jul 11, 2011 2:40 pm

GLUMBUMBLE (BESOURO-DA-MELANCOLIA)

Classificação M.M. :XXX
O glumbumble (besouro-da-melancolia, norte da Europa) é um inseto voador, cinzento, de corpo peludo; produz uma secreção que induz a melancolia e é usado como antídoto para a histeria causada pela ingestão das folhas de aliquente. Sabe-se que esse besouro pode infestar colméias com efeitos desastrosos para o mel. Ele faz ninho em lugares escuros e protegidos tais como o oco das árvores e grutas. Alimenta-se de urtigas.
Dificuldade para Catalogação: 30


GRAPHORN (ARPÉU)

Classificação MM.: XXXX
O arpéu é encontrado nas regiões montanhosas da Europa. Animal de grande porte, púrpura-acínzentado e provido de corcova, o arpéu tem dois chifres muito longos e afiados, caminha sobre enormes pés de quatro dedos e tem uma natureza extremamente agressiva. Os trasgos montanheses são por vezes vistos montados em arpéus, embora estes animais pareçam não tolerar as tentativas de domá-los, pois é muito comum encontrar um trasgo coberto de cicatrizes feitas por arpéus. Seus chifres moídos são empregados em muitas poções, embora tal ingrediente seja caríssimo dada a dificuldade de obtê-lo. O couro é ainda mais grosso que o de um dragão e repele a maioria dos feitiços.
Dificuldade para Catalogação: 40


GRINDYLOW (GRINDYLOW)

Classificação MM.: XX.
Demônio aquático de chifres e pele verde-clara, o grindylow é encontrado em lagos da Grã-Bretanha e Irlanda. Alimenta-se de pequenos peixes e é igualmente agressivo com bruxos e trouxas, embora se saiba que os merpeople (Sereianos) são capazes de domesticá-los. O grindylow tem dedos muito longos que embora possuam grande força são facilmente quebráveis.
Dificuldade para Catalogação: 45

LEPRECHAUN (DUENDE IRLANDÊS), por vezes também chamado Clauricorn (Clauricorne)

Classificação M.M.: XXX
Mais inteligente do que uma fada e menos malicioso do que o diabinho, o diabrete ou a fada mordente, ainda assim o leprechaun, que é um duende irlandês, é travesso. Encontrável somente na Irlanda, atinge até um metro e meio de altura e sua cor é verde. Sabe-se que é capaz de criar roupas rústicas com folhas. É a única das "pequenas criaturas" dotada de fala, embora nunca tenha solicitado sua reclassificação como "ser". O leprechaun gera seus filhotes e habita principalmente as matas e áreas silvestres. Ele gosta de atrair a atenção dos trouxas e, em conseqüência, aparece com tanta freqüência quanto a fada na literatura infantil de língua inglesa. O duende irlandês produz uma substância que parece ouro mas desaparece após algumas horas para seu grande divertimento. Alimenta-se de folhas e, apesar de ter a reputação de pregar peças, nunca se soube que tivesse prejudicado um humano de modo permanente.
RESERVADO PARA ADMNISTRAÇÃO PARA TRAMA.

LOBALUG (SERINGA)

Classificação M.M.: XXX
É encontrada nas profundezas do Mar do Norte. É uma criatura simples com vinte e cinco centímetros de comprimento, formada por um esguicho flexível e uma bolsa de veneno. Quando ameaçada, ela contrai essa bolsa e esguicha veneno no atacante. Os Sereianos usam a seringa como arma, e sabe-se que há bruxos que extraem o veneno desse animal para usá-lo em poções, embora tal prática seja rigorosamente controlada.
Dificuldade para Catalogação: 30


NIFFLER (PELÚCIO)

Classificação M.M.: XXX
O niffler (pelúcio) é um animal britânico. Fofo, preto, de focinho longo, essa criatura que faz tocas subterrâneas tem predileção por tudo que brilha. Ele é muitas vezes criado por duendes para cavar as profundezas da terra em busca de tesouros. Embora este animal seja manso e até capaz de se afeiçoar, é muito destrutivo e jamais deve ser mantido dentro de casa. Ele vive em covas que podem atingir seis metros de profundidade e tem de seis a oito filhotes em cada ninhada.
RESERVADO PARA ADMINISTRAÇÃO PARA TRAMA.

POGREBIN (POGREBIN)

Classificação M.M.: XXX
O pogrebin é um demônio russo que tem menos de trinta centímetros de altura, um corpo peludo, mas uma enorme cabeça cinzenta e lisa. Quando encolhido, o pogrebin lembra uma pedra redonda e reluzente. Esse demônio é atraído pelos humanos e gosta de segui-los andando à sua sombra e se abaixando rapidamente quando a sombra se vira para ele. Se um humano permitir que o pogrebin o siga durante muitas horas, será envolvido por uma sensação de grande futilidade que finalmente o fará cair em um estado de letargia e desespero. Quando a vítima pára de andar e cai de joelhos para chorar a inutilidade de tudo, o pogrebin saltará sobre ela e tentará devorá-la. Porém é fácil repeli-lo com azarações simples ou Feitiços Estuporantes. Chutá-lo para longe também pode ser eficaz.
Dificuldade para Catalogação: 35


PORLOCK (POCOTÓ)

Classificação M.M.: XX
O porlock (pocotó) é um guardião de cavalos encontrável em
Dorset, uma região da Inglaterra, e no sul da Irlanda. Tem o corpo coberto por uma pelagem comprida e, na cabeça, uma maçaroca de pêlos duros além de um nariz excepcionalmente grande. Suas patas são cascos fendidos. Seus braços são pequenos e terminam em quatro dedos curtos e grossos. Quando adultos, atingem cerca de sessenta centímetros de altura e se alimentam de capim.
O pocotó é acanhado e vive para proteger os cavalos. Ele pode ser encontrado encolhido no meio do feno dos estábulos ou então se escondendo no meio da manada. Os pocotós desconfiam dos humanos e sempre se afastam quando eles se aproximam.
Dificuldade para Catalogação: 40

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://ad-hogwarts.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA   Hoje à(s) 2:40 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ANIMAIS FANTÁSTICOS PASSÍVEIS DE DESCOBERTA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» duvida de pacto com animais.
» Linguagem C - Variáveis
» A Insana e Fantástica Loja de Animais Exóticos do Mask
» ArremataSom! O 1º leilão destinado a Som e Tuning para automóveis!
» QUAIS OS SITES MAIS CONFIÁVEIS ATUALMENTE??

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts :: Potterpédia :: Grimório do Mestre :: Animais Fantásticos-
Ir para: